Como convencer sua esposa a fazer swing...


Como convencer sua esposa a fazer swing...
...ou "Você quer mesmo convencer sua esposa a entrar para o mundo do swing?"

Já recebi e-mails, scraps e o cacete a 4 pedindo dicas de como convencer minha mulher a fazer swing. (minha mulher não, a deles) Antes de pensar em como convencer sua mulher a fazer swing, acho que seria muito importante você pensar se você quer fazer swing.

Tenha em mente que a maioria dos homens que consegue convencer sua mulher a entrar pro mundo do swing acaba surpreso com a, digamos, performance da sua esposa. Normalmente elas surpreendem e se mostram mais safadas e dadas do que você gostaria. Vocâ pode acabar transformando sua mulherzinha comportada em uma safada MESMO. É bom ter certeza de que pode lidar com isto. Então, amigo, pensa bem.


Um pequeno relato (não é meu), pra ter idéia do que pode acontecer:

" Então era sábado e resolvemos ir àquela boate de swing. Começamos a beber em casa pra entrar no clima. Música alta, brincadeiras safadas no banho, ficar imaginando o que pode acontecer. Claro, já combinamos que só vamos conhecer as pessoas, ver como é uma casa de swing. Nada de sexo, nada de beijo na boca. No máximo dançar próximo aos outros casais, uma conversa picante, ver alguma atividade mais animada. Iniciantes.

Chegamos na boate lá por 23h, pedimos uma bebidinha. A música fica mais alta, alguns casais interessantes, papinho aqui, ali...

Pouco tempo depois a música está mais alta, tum, tum, tum, a bebida mais alta na cabeça, e duas mulheres começar a dançar juntinhas, passando a mão uma na outra, de forma sensual. Alguns casais param, ficam olhando, comentam. E eu penso que sorte a minha, tem gente que morre e não vê isso.

Mais um pouco e estas mulheres, que eram duas já são quatro e uma delas puxa a minha mulher, que vai se juntar ao trenzinho, que agora dança descendo até o chão. Algumas já se beijam na boca, e as mãos começaam a ficar mais abusadas, entrando por debaixo das saias, na bunda, nos peitinhos... e eu comento com o cara ao lado, cuja mulher também está no trenzinho: que sorte a nossa, tem gente que morre e não vê isso.

Mais música, mais bebidinhas, as moças já estão todas se beijando. Umas 7, 8 mulheres lindas trocando de parceiras bem ali na sua frente. Os marmanjos olhando, se chegando, se chegando. Uma mulher puxa o marido de outra, entra na festa, eu nem sei como, já estou dançando no meio delas. Um olho na mulher à minha frente, outro na minha mulher que começa a beijar uma loura deliciosa. . Minha mulher está beijando uma mulher!!! Nem dá tempo de acompanhar, a gata à minha frente se insinua, chega mais perto, eu não aguento e começo a beijá-la. Beijo de língua, pegada forte, meu Deus estou beijando outra mulher! Agarro com força, passo a mão na bunda (ótima), ela adora, rebola, empina... A adrenalina corre, fico preocupado, será que minha mulher vai ficar puta, onde ela está? Procuro rapidamente e ela está... (puta) Agarrada com o marido da outra. Agora a brincadeira ficou mais séria minha mulher está agarrada com outro homem, beijando com força, ele enfiando a mão por debaixo da saia dela... Uma mistura de ciúmes e tesão, tudo confunde... A música bate tum, tum, tum meu coração bate rápido tum, tum, tum, e a gata que estava beijando agora oferece os peitinhos, lindos, ao alcance da boca. Ela mesma afastou o vestido, seios à mostra. Começo a beijá-los, mais tesão, onde está minha mulher? Por segundos ela some de vista, me preocupo, não foi isso que combinamos, mas a gostosa à minha frente não dá folga, outro beijo enfia a língua em minha boca, a mão entrando por dentro da calça.... Minha mulher sumiu, onde estará?

Olha ao lado, lá no fundo da boate, minha mulher deitada em uma mesa, pernas pra cima, o marmanjo caindo de boca. No meio da boate, uma rodinha se formando. E está lá, minha mulher adorando, com cara de tesão, sendo chupada por outro. A música alta não me impede de ouvir os gemidos dela, parece que ela nunca gemeu assim comigo!

Puxa pela mão. Vamos embora deste lugar. Sai rápido, paga rápido, vamos pra casa. A volta é constrangedora, ninguém sabe o que dizer. Não sabemos o que fizemos, não sabemos...

É preciso dormir, conversar amanhã. Mas é preciso antes, sexo. A imagem do cara chupando minha mulher me persegue mas ao mesmo tempo provoca, da tesão. Fazemos sexo a noite toda e, por fiom, adormecemos. Acordamos já de tarde, mais um pouco de sexo: "sua safada, levando linguada do cara!" "Seu safado, pensa que eu não vi você chupando os peitinhos da mulher dele?"

Só na noite de domingo que conseguimos parar pra realmente conversar e tentar entender o que aconteceu. É normal? Vamos fazer novamente? Vamos conseguir viver sem? Onde isso vai parar?

A minha mulher, sendo chupada por outro em cima da mesa da boate? Como isso é possível, como foi que chegamos até aqui?"

E aí, meu amigo, aí é que você vê... Essa coisa de swing é meso muito complicada. Pensa bem antes de se meter nisso, pensa bem. Isso é coisa pra gente grande, é esporte radical.

Você quer saltar de pára-quedas todo final de semana? Ótimo, vai sentir emoção, vertigem, adrenalina. Mas fica preparado: um dia o pára-quedas não vai abrir. Melhor ter o de reserva sempre à mão. Uma hora vai dar errado, pode ter certeza.

É bom estar com a cabeça bem no lugar.

Vídeo: Namorada chupando varios paus no glory hole

E ele gravando tudo com o celular. Ficou também com muita vontade de fazer o mesmo? Eu fiquei